História

A União das Associações de Moradores da Maré (UNIMAR), formada por representantes de 16 comunidades do Complexo, elaborou as linhas gerais da Vila Olímpica da Maré inspirada no Projeto Olímpico Mangueira.

Em 1999, com o apoio da COPPE/UFRJ, o Projeto Centro de Excelência Sociodesportivo Vila Olímpica da Maré foi desenvolvido com o objetivo de oferecer alcance social pleno, além das práticas esportivas, para os moradores da comunidade. Os pilares do projeto eram: busca da vanguarda; conquista de parceiros nos campos acadêmicos, empresariais, públicos e do exterior; aperfeiçoamento continuado e atendimento integral do cidadão.

As ações esportivas, educacionais, culturais, de saúde e nutrição e também de empreendedorismo do projeto estão registradas em um Livro Conceitual.

A iniciativa resultou na Lei nº 2878/99 do Rio de Janeiro, que autorizou a criação e instituição de associação civil para a administração e operação da Vila Olímpica. Assim nasceu a União Esportiva Vila Olímpica da Maré (UEVOM). A lei também autorizou a participação financeira de empresas privadas que aportem somas de recursos mínimas equivalentes aos provenientes do fundo municipal de habitação da Prefeitura.

A Vila Olímpica da Maré foi a primeira vila olímpica do município do Rio de Janeiro e seu desenvolvimento serviu de base para a construção das demais instituições do modelo na cidade. Hoje, a UEVOM segue se articulando nos desafios de aliar o universo esportivo a projetos também educacionais, culturais, de saúde, lazer e empreendedorismo.

Desde 2015, a Vila Olímpica da Maré conta com o apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e de parceiros como Fundação FC Barcelona, Colgate, Visa e Jr. NBA para a realização do programa Maré Que Transforma. A iniciativa, além de viabilizar a prática de atividades esportivas como futebol e basquete, promove aulas de finanças voltada ao planejamento pessoal e para o empreendedorismo.

Missão

Contribuir para o exercício da cidadania e a integração comunitária dos moradores da Maré, principalmente crianças, adolescentes e jovens, oferecendo-lhes oportunidades de esporte, saúde, educação e cultura, num processo que visa o desenvolvimento pessoal e coletivo do indivíduo e com o intuito de prepará-lo para ingressar no mercado de trabalho.

Visão

Ser reconhecido como um modelo unificador de recursos na ação social, com desempenho no patamar da excelência nessa ação, situando-se sempre na vanguarda tecnológica e do conhecimento.

Amaro Domingues

amarodomingues@vilaolimpicadamare.org.br

Um dos moradores mais antigos da comunidade, Amaro Domingues nasceu em Campos e já morou na comunidade da Mangueira e em Manguinhos antes de ser removido para a comunidade Nova Holanda, em 1962. Com um longo histórico de luta social, Seu Amaro foi um dos fundadores da UNIMAR, União das Associações de Moradores da Maré, e é o idealizador e o diretor administrativo da UEVOM.

Em 2012, Seu Amaro recebeu a comenda máxima do município do Rio de Janeiro, a medalha Pedro Ernesto, entregue em uma cerimônia na Vila Olímpica da Maré. Em 2016, a escritora Regina Zappa biografou sua trajetória no livro Amaro da Maré. Além disso, ele foi um dos convidados para conduzir a Tocha Olímpica no Revezamento da Tocha nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Cristian Nacht

cristian@vilaolimpicadamare.org.br

Nascido em Buenos Aires, Argentina, é formado em Engenharia pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Em 1969, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde ingressou e permaneceu trabalhando por 29 anos na empresa fundada por seu pai, a Mills Andaimes Tubulares do Brasil.

Em 1998, deixou as funções executivas passando ao Conselho de Administração. Ele sempre esteve envolvido com atividades do Terceiro Setor e há mais de 10 anos é diretor da Vila Olímpica da Maré e Conselheiro do Viva Rio.

Gerente Administrativa

Luciana Rocha

luciana@vilaolimpicadamare.org.br

Coordenadora Esportiva

Cátia Simão

catia@vilaolimpicadamare.org.br

Transparência

Conheça os regulamentos, contratos e publicações da UEVOM.